Acondicionar Envios

1. Como Acondicionar os seus Envios

  • No envio de qualquer mercadoria, é importante que tenha consciência das características do produto que envia. Escolha a melhor forma de embalar protegendo a sua encomenda para que esta chegue nas melhores condições ao seu destino.

  • A embalagem escolhida deve ser adequada ao seu conteúdo: Peso, volume, material, resistência, forma, quantidade de produtos, diversidade de produtos no mesmo envio, são algumas das características determinantes.

  • Outros fatores relevantes são: tempo / distância de envio, modo de transporte, tipo de mercadoria.

  • Para proteger a sua mercadoria, existem ainda diversas formas e materiais de acondicionamento, que podem proteger de danos causados pelo manuseamento, vibração, transporte, entre outras.

  • Lembre-se que nem sempre uma embalagem ou embrulho bonito terá as condições necessárias para envio em serviços expresso. Por vezes os produtos que compramos devem ser reembalados de forma a impossibilitar a violação ou quebra do conteúdo.

  • A embalagem é um bem necessário, mas apesar disso é prejudicial para o meio. Tem um tempo de vida útil limitado. Tente sempre que possível reaproveitar caixas em bom estado, materiais de acondicionamento avulso em bom estado, e se possível a combinação de materiais reaproveitados, potenciando assim o tempo de vida útil de cada produto e reduzindo o desperdício.
  • 2. Enquadramento Legal de Embalamento

    OBRIGAÇÕES DO CLIENTE *


    Constituem obrigações do Cliente:


  • Empacotar / embalar e etiquetar cuidadosa e devidamente a Mercadoria, de acordo com as regras em vigor na WePickUp, Lda, nomeadamente cumprindo as especificações técnicas de resistência a queda livre vertical de uma altura correspondente a um metro sem rebentamento nem alteração visível e resistência á compressão de 40 da N, 75% das especificações definidas para as embalagens postais, e tendo em especial atenção o respetivo acondicionamento, utilizando protetores de choque e todo o material necessário tendo em conta a natureza da Mercadoria, por forma a evitar danos à WePickUp, Lda e a terceiros e a proteger a integridade da Mercadoria dos riscos normais de transporte, que implicam repetidos manuseamentos (nomeadamente, cargas e descargas).

  • Assinar e preencher corretamente e de modo legível, claro, preciso e completo a guia de transporte / carta de porte, incluindo a descrição da natureza, eventual perigosidade, qualidade e quantidade da Mercadoria e a correta identificação do nome e endereço do destinatário.

  • Preparar o envio em instalações seguras, por funcionários da sua confiança, e tomar medidas contra a interferência não autorizada durante a sua preparação, armazenamento e transporte imediatamente anteriores à entrega à WePickUp, Lda.
    *Ponto 3 das Condições Gerais de Transporte.
  • 3. Condições Gerais da Embalagem

    Qualquer encomenda deve ser embalada e fechada de maneira a que corresponda ao peso, à forma e à natureza do conteúdo, bem como ao modo de transporte e sua duração. A embalagem e o fecho devem preservar o conteúdo de maneira a que este não possa ser deteriorado por pressão, nem pelas manipulações sucessivas, devendo ainda ser impossível atingir o conteúdo sem deixar vestígio visível de violação.


    Qualquer encomenda deve ser acondicionada de forma particularmente sólida, se tiver de:


  • Ser transportada por longas distâncias;

  • Suportar numerosos transbordos ou múltiplas manipulações;

  • Ser protegida de variações significativas de clima, de temperatura ou, no caso de transporte por via aérea, de variações de pressão atmosférica.

  • Deve ser embalada e fechada de modo a não ameaçar a saúde dos trabalhadores e a evitar qualquer perigo se contiver objetos que possam ferir os trabalhadores encarregados de a manipular, e a não sujar ou deteriorar as outras encomendas ou o equipamento da empresa.


  • Deve apresentar, na embalagem ou no sobrescrito, espaços suficientes para a inscrição das indicações de serviço e a colocação dos rótulos.

  • São aceites sem embalagem e eventualmente com o endereço do destinatário inscrito no próprio objeto:

  • Os objetos que possam ser encaixotados ou unidos e mantidos por uma cinta sólida munida de selos de chumbo ou lacre de maneira a formar uma única e mesma encomenda que não se possa desagregar;

  • As encomendas constituídas por uma única peça, tais como peças de madeira, peças metálicas, etc., desde que não seja hábito comercial embalá-las

  • A natureza do conteúdo deve vir descrita na Guia de Transporte respetiva.
  • 4. Métodos para Acondicionar

    Podemos considerar 5 tipos de métodos de acondicionamento interior de uma embalagem postal:


  • Reforço
    Método que permite reforçar a absorção de choques e impactos e desta forma melhorar a resistência e desempenho da embalagem. A força do impacto é reduzida ou absorvida pelo material de acondicionamento, funcionamento como um amortecedor.

  • Enchimento
    Consiste no envolvimento do objeto e preenchimento dos espaços vazios, com materiais avulso, ou com combinações de diferentes materiais.

  • Revestimento
    Consiste no revestimento/ envolvimento tanto do objeto a embalar como da própria embalagem. Método de acondicionamento mais indicado para embalar objetos leves.

  • Suspensão
    Consiste na colocação do objeto centrado no interior da embalagem, afastado das paredes laterias, inferior e superior, através de material de revestimento.

  • Moldes
    Um molde é criado a partir do negativo do objeto, preenchendo os espaços vazios entre o objeto e as paredes laterais da caixa posta, ou dos vários moldes no interior. Um exemplo deste método são os moldes em esferovite comuns, utilizados geralmente em artigos eletrónicos.

  • Ter em consideração:


  • Escolha a embalagem em função do volume e peso do conteúdo
  • Certifique-se que a embalagem não é demasiado grande em relação ao conteúdo, nem demasiado pequena, de forma a permitir o condicionamento adequado ao objeto.
  • Escolha uma caixa de cartão canelado com revestimentos resistentes, utilize cartão duplo para objetos valiosos ou suscetíveis a danos.
  • Utilize materiais de acondicionamento no seu interior, colocando o objeto no centro da embalagem de modo a que não toque em nenhum dos lados, e que tenha cerca de 5 cm de distância, impedindo-o de se deslocar.
  • Verifique se o conteúdo se encontra seguro abanando a embalagem.
  • Acondicione individualmente cada produto na sua embalagem de modo a que não cause atritos ou contacto. Deve estar envolvido com cerca de 5 cm de espessura de material de acondicionamento.
  • Distribua os conteúdos em camadas, com os produtos mais pesados no fundo e os mais leves por cima
  • Assegure-se que os produtos líquidos estão bem isolados/permeabilizados, evitando fugas indesejadas. Estas poderiam por em causa a qualidade da sua caixa e envio e do resto dos objetos contidos no seu interior.
  • Para produtos gordurosos ou de cheiro ativo, envolva-os em papel resistente a gordura e certifique-se que estão bem selados e isolados, de forma a não por em causa a integridade de outros produtos.
  • Pós e grãos finos devem estar bem isolados em sacos de plástico selados e resistentes ou em contentores rígidos apropriados
  • Objetos afiados e cortantes devem ser protegidos individualmente para assegurar que as extremidades estão cobertas.
  • Produtos frágeis devem estar bem acondicionados de forma a prevenir eventuais danos causados pelo envio. Podem por vezes requerer um acondicionamento adicional ou caixa dupla. São exemplos de objetos frágeis: vidro, cerâmica, componentes eletrónicos.
  • Reembale os produtos que compra de forma a impossibilitar a violação ou quebra do conteúdo.
  • Use fitas adesivas no exterior de forma a assegurar que as embalagens não são violadas.
  • Caso necessário, utilize etiquetas com a indicação “este lado para cima”(this side up), para que o seu produto seja transportado na sua posição correta
  • Na reutilização de uma caixa certifique-se que esta mantém as condições mínimas de envio, não tem rasgos ou cantos danificados. Retire toda a informação utilizada nos outros envios para que possa colocar novas indicações.
  • Proteja as extremidades da sua embalagem, com fita adesiva resistente, evitando possíveis danos causados pelo transporte e manuseamento.
  • Coloque a etiqueta de identificação na parte superior da embalagem.

  • O que não fazer:


  • As indicações “Frágil”, “Tratar com cuidado” (“Fragile”,“Handle with Care”), são meramente indicativas e não deverão ser tomadas como substitutas de um bom acondicionamento.
  • Não junte objetos leves e pesados na mesma embalagem.
  • Não utilize sacos de tecido como embalagem de expedição.
  • Roupa, cobertores e almofadas não são materiais de acondicionamento corretos.
  • Evite a utilização de papel de embrulho como revestimento/proteção exterior da embalagem.

  • 5. Certificação de Embalagens para Bens Perigosos

    A certificação de embalagens para o transporte de matérias perigosas passa por:


  • Aprovação do modelo tipo de embalagem (realização de ensaios) em laboratório acreditado para verificação dos requisitos impostos para cada tipo de embalagem e de matéria a transportar;
  • Verificação da existência de um Sistema da Qualidade no fabrico das embalagens;
  • Emissão de Certificado de Conformidade e atribuição de Marcação que autoriza o transporte de determinadas matérias perigosas;
  • Ações periódicas de acompanhamento, que se destinam a verificar se são mantidas as características dos modelos tipo de embalagem que foram objeto de aprovação.

  • 6. Dicas Gerais sobre Acondicionamento

    Principais Dicas

  • Escolha a embalagem consoante o peso e volume do objeto a embalar
  • Utilize sempre que possível caixas novas ou em bom estado
  • Acondicione bem o conteúdo – de preferência com materiais próprios de acondicionament
  • Reforce o fecho da embalagem com fita adesiva
  • Identifique corretamente o envio

    Coloque sempre que possível no interior uma cópia da identificação.


    Limites de Peso e Tamanhos


  • Peso máximo por objeto – 30Kg
  • Dimensões – comprimento – mínimo 20cm / máximo 150cm
  • Soma do comprimento com o maior contorno perpendicular ao comprimento (comprimento + 2 largura + 2 altura) – mínimo 40cm/ máximo 300 cm
  • Densidade – relação peso/ volume aplicável – 167Kg/ m3*
  • *Peso Volumétrico - Os limites acima indicados aplicam-se à maioria dos objetos e destinos, mas existem algumas variações devido a restrições específicas em alguns Países.

  • Para mais informações não hesite em contactar a nossa Linha WePickUp, Lda 707 200 118 ou pesquisa em www.cttexpresso.pt / Apoio a Clientes / Acondiciona Envios. 9


    6. Dicas Gerais sobre Acondicionamento

    7.1. Acondicionamento Interior


    Placas de Cartão Canelado


  • O cartão canelado é ideal para criar separação dos diferentes objetos contidos, criando divisórias individuais.
  • Pode também ser adicionado para aumentar resistência e criar barreiras, melhorando o desempenho das embalagens.
  • É o material mais comum e fácil de encontrar e talvez o mais fácil de reaproveitar: embalagens inutilizadas devido a um rasgo ou a um golpe numa das faces, por ex, podem ser reaproveitadas para este efeito.
  • É bom para separar superfícies planas empilhadas, formar blocos ou almofadas de proteção.
  • Amenta a integridade da embalagem pelas suas imensas possibilidades de reforço.
  • Indicado para produtos não-frágeis, semifrágeis, semipesados e pesados.

  • Papel de embrulho ou de jornal amachucado


  • O papel é um material de acondicionamento fácil de encontrar e de reutilizar
  • Indicado para objetos de peso leve e não frágeis.
  • Utilizado como material de preenchimento de espaços, pode ser reaproveitado de diversos tipos de papel:
  • O papel de embrulho deve ser utilizado amachucado e apenas para preenchimento de espaços, como por ex. na criação de barreiras de segurança em volta do conteúdo, com um mínimo de 10cm de espessura entre o objeto e as paredes da caixa.
  • As folhas de jornal devem ser utilizadas numa camada exterior, uma vez que a tinta pode tingir algum objeto.
  • O papel de jornal tem propriedades que lhe permitem criar barreiras de absorção de humidade.

  • Papel Kraft Castanho


  • Utilizado no acondicionamento e embrulho dos objetos.
  • Camadas múltiplas para embrulhar artigos que necessitem de uma barreira anti-humidade.
  • Amachucado é utilizado no preenchimento de espaços vazios.
  • A vantagem do papel kraft relativamente a outros papéis é a sua densidade e gramagem que, quando amachucado, fornece maior volume e resistência para absorção de choques.

  • Plástico de Bolhas de Ar


  • Material composto por bolhas de ar encapsuladas entre duas películas de polietileno formando uma almofada de ar que amortece choques e vibrações.
  • O plástico de bolha de ar existente no mercado, de coloração rosa, é normalmente mais indicado para acondicionamento de material frágil, como por ex. material eletrónico, uma vez que apresenta propriedades antiestáticas, reduzindo o risco de danos.
  • Ideal para acondicionar produtos leves e semileves, regulares e irregulares, inclusive com arestas vivas (não cortantes).
  • Ideal para acondicionar individualmente cada produto a ser colocado numa mesma embalagem.
  • O objeto deverá ser envolto em cerca de 5cm de espessura deste material.

  • Almofadas de Ar


  • Ideal para preencher espaços vazios.
  • Utilizada para manter os objetos no lugar dentro da embalagem.
  • Temperaturas extremas podem afetar as qualidades das almofadas de ar.
  • As temperaturas muito baixas fazem com que o volume de ar diminua, aumentando os espaços vazios não acondicionados.
  • As temperaturas muito altas causam o efeito oposto, aumentando a pressão e quantidade de volume de ar.
  • Não indicado para objetos pesados.
  • Não indicado para objetos cortantes.

  • Pequenas Peças em Poliestireno Expandido


  • Em forma de batata frita ou amendoim são indicados para o preenchimento de cantos e espaços vazios. São reutilizáveis, embora volumosos para armazenar.
  • Deve-se utilizar material suficiente para garantir que o conteúdo não se desloca.
  • Indicado para objetos leves.
  • Bom para absorver choques e impactos
  • Existem no mercado algumas destas peças. Feitas de materiais de base vegetal e biodegradáveis, formando um código cromático de composição, sendo os de cor verde 100% reciclado, os de cor branca compósitos derivados de batata e trigo que é biodegradável, e finalmente os de cor rosa, feitos de material antiestático, preparado para resistir a uma série de descargas derivadas de fricção ou vibrações normais no transporte.

  • Moldes em Esferovite


  • Normalmente fornecidos pelo fabricante, são feitos para produtos específicos, prevendo o seu bom acondicionamento. No caso de reembalamento convém verificar sempre se estes permanecem em bom estado, se não apresentam rachas ou quebras, de forma a pôr em risco o conteúdo.

  • Espuma de Polietileno


  • Espuma flexível e de baixa densidade, com boa capacidade de absorção e resistência a choques e impactos.
  • Indicada para objetos semifrágeis e leves.

  • Espuma de Moldagem Instantânea


  • Este sistema é fornecido com os componentes separados. O processo de moldagem é feito através da junção dos diferentes componentes, criando uma reação química, dentro de um contentor flexível plástico que se expande em alguns segundos e se molda à forma que se quer proteger.
  • Nós já enviamos, e
    você? Envie agora a
    sua encomenda.